26 outubro, 2007

Julgar pelas aparências

Hoje fui a um showroom de tecidos e papéis de parede de uma marca muito, muito conhecida em Portugal.
Eu sei que eles só vendem para profissionais, mas sendo eu uma profissional do design, claro que pensei que sería fácil para mim tratar do que queria.
E que queria eu? Simples... uma amostra de papel de parede (ainda não sabia que modelo, nem que marca) para um projecto que estamos a fazer lá na empresa.
Não esperava foi o que aconteceu!

Chegámos à porta da loja, eu e o meu sócio. Tocámos à campaínha (sim... aquilo tem porta fechada) e entrámos. Por trás de uma secretária, estava uma tipa loira de cabelos compridos e nova, que muito desconfiada perguntou o que queríamos. Lá explicámos que somos da Ados2 e que queríamos ver uns papeis de parede. E ela aí pergunta... Ados2??? (claro que é compreensível que ela nunca tenha ouvido falar de nós, pois ainda somos pequeninos) E o meu sócio: Sim... Aristo dos 2.. E ela... Mas são loja ou atelier? E ele... Atelier... E ela... Mas fazem projectos? E ele com uma paciência de santo... Sim... fazemos projectos de design, de decoração e até de arquitectura!
Então ela pergunta... e fizéram marcação? E aí, nós os dois entreolhámo-nos (pois sabiamos lá que tinhamos que marcar!!!) e respondemos que não. Ela então pede-nos para esperar.
Começámos a ver os papeis lá expostos e sempre sôb o olhar atento da mulher (se calhar estava com medo que nós roubássemos as tiras de papel...) E quando já estava mesmo a desistir, pois existem pelo menos mais duas marcas com showrooms onde poderíamos ir (e numa delas sempre fomos bem tratados) aparece uma senhora que lá nos tratou bem e de forma simpática e prestável (até porque nos reconheceu do tempo em que trabalhávamos como escravos nos ateliers de uns decoradores muito conhecidos).

Mas... o mais interessante é que o meu sócio estava vestido como sempre: Camisa, calças de ganga, pseudo-pinta de beto. E eu também! Calças largas mas de bom tecido preto, camisola de alças de algodão e casaco de malha! Sapatos de cunha pretos! Tinhamos ambos aspecto lavado e a roupa não estava descosida ou com nódoas.

Então... porque carga de água tivémos uma recepcionista a tratar-nos de forma desconfiada? Eu bem sei que eles só vendem a profissionais e que existe muita gente que não é profissional a ir lá, mas têm que ter um pouco de boa fé! É que por enquanto nós somos pequeninos e fazemos encomendas pequenas... mas daqui a uns tempos seremos grandes e depois poderemos fazer encomendas grandes! :P

3 comentários:

Girstie disse...

É loira a recepcionista e se calhar falsa loira, lá se acha melhor ou que tem alta responsabilidade. Mas daqui a uns tempos, vai andar a estender o tapete vemelho qd lá forem, quando fizerem as encomendas grandes :D

jojo disse...

Tens que passar a andar com uma mala de imitação LV, pulseiras de oiro (ou douradas) a chocalhar e fazer umas nuances loiras no cabelo...
falta-te umas cores no vestuário tb.
calças de ganga e botas de cano alto tipo "GNR a cavalo" é muito bem. mas as calças de ganga têm que ter bordados coloridos e brilhantes nos bolsos de trás.
Arranjas uma camisa tiazoca e um lenço ao pescoço para completar o ramalhete.
E mais uma coisa.
Essa senhora da loja está habituada a que a tratem com desdem porque é só uma recepcionista.
Vocês trataram-na com respeito (boa tarde, sff, obrigada, essas coisas....) e ela achou logo que vocês ainda não tinham acabado o curso e estavam ali a dar a tanga para apanhar amostras de borla.

vês como eu sou esperta?

o segredo da lua disse...

Quando forem gradnes e fizerem encomendas grandes, nao vao aos locais onde sao menos bem tratados e mandam uma simpatica carta a explicar porquê ;o)