12 abril, 2007

O meu trabalho de história do quotidiano...

... está feito! Não tem as 20 páginas que a professora pediu, mas tem umas orgulhosas 13 e é o que se consegue de momento. Pois eu confesso que ultimamente tenho andado pró desanimada e com outras coisas em que pensar.

Deixo aqui um poema do Virgílio Ferreira que tenho usado para enquadrar o meu projecto final.

Estás velho. Já é difícil ouvirem-te. Vê se falas mais alto, por sobre a tua bronquite, a gagez cerebral, o impossível asseio, a gosma, o ofego respiratório, os passinhos miúdos, as mão frias, o risinho em falsete de tolinho, as lembranças chilras, o relógio das horas da papa, as almofadas da tua cabeceira, a manta para o frio mortal, as pantufas mesmo no Verão, o escarrador e o penico, e talvez o respeito veneração obrigado – vê se falas mais alto por cima disso tudo e talvez te ouçam. E talvez conquistes ainda a ilusão de que és comunitário.


- Virgílio Ferreira, Pensar

2 comentários:

MoonWolf disse...

Pois é, Linda... Já está feito, é menos 1...

E vais ver que ela vai gostar...

O poema é lindo...

Sabes bem como sempre tive muito carinho por pessoas com cabelos brancos... Sempre foram o meu porto de abrigo e, hoje, faz 5 anos que a minha velhinha nos deixou...

Beijocas para ti e uma grande grande para ela...

Rbobson disse...

Amiga, não é assim que te costumo ver/ ouvir/ ler. Vamos a levantar a cabeça!

Vá! anima-te!

Beijinhos

Rbobson