23 outubro, 2007

Novamente o Livro de Reclamações

Ontem fui à Worten.

Tinham-se passado os 30 dias da praxe, desde o dia em que lá fui deixar o meu router wireless que estava avariado e dentro do período de garantia.
Na altura tinham-me explicado que nesses 30 dias ou ele era reparado, ou então, findado esse tempo, eles me davam um novo.

Antes de sair de casa, e como sou desconfiada, liguei para o apoio ao cliente. O rapazinho que me atendeu, todo simpático, disse-me que estava tudo certo, tudo tratado e que eu podia dirigir-me à superfície comercial do Colombo, para levantar um novo router.

À noite, lá dou corda aos sapatos.

Primeira cena manhosa: Tiro a senha e vejo que tenho 18 pessoas à frente... e..... que só estava uma pessoa a atender... que demorava uns 20 ou 30 minutos com cada cliente. Comecei a desesperar... nisto passa uma supervisora e eu pergunto-lhe porque é que só está uma pessoa a anteder... ela responde-me que estão duas... eu aponto e digo... alguma de nós está a ver a dobrar!

Ela lá foi desencantar outra pessoa para atender... mas... se tira de um lado, falta do outro, tipo uma manta curta que ora nos tapa os ombros ou os pés, pois outra senha (que entretanto nos tinham dito que dava e faltavam menos pessoas para a nossa vez) ficou uma hora sem passar número nenhum!

Mas finalmente, lá fomos atendidos. Um rapaz, lá nos começou a explicar que nada estava tratado, e que os tipos do apoio ao cliente com quem tinha falado pelo telefone não tinham dado o OK para a substituíção.
Depois de mais de uma hora de seca, compreendem que a minha paciência já não estava a melhor, então começo a perguntar se ele não resolve o problema. Ele pega no telefone, e que dificuldade em ligar para os tais serviços e depois de uma conversa lá nos diz que tem que ir procurar umas guias pessoalmente para o arquivo (que outro funcionário me disse ser gigantesco). Eu quase que desesperei. Nisso outra funcionária diz-me que se eu quiser esperar no dia seguinte me tratava daquilo. Mas não... eu não estava numa vontade de voltar a ir para o Colombo hoje, por isso pedi o livro de reclamações. E aqui começa outro filme.

Lá chamam um tal senhor João, que aparece, uns bons tempos depois, entenda-se, com o dito livro abraçado junto ao peito. Pergunta-me o que foi, eu explico, e depois fica ali com o dito livro na mão, a dissertar que eu tenho direito a um router novo, e que estão a tratar de tudo nesse sentido... só não sabia era a que horas eu me despachava, se bem que a loja fecha às 23 horas (e neste momento já eram umas boas 22 e tal). E nisto ele não me dava o livro. Tive que chegar a perguntar se ele me ía dar ou não o livro para escrever. Nem vos digo o olharzinho que ele me mandou...

Depois de mais uns tempos de pura seca, lá apareceu outro funcionário (o primeiro entretanto tinha encontrado as tais guias mas a pessoa do outro lado do telefone não recebia o fax) que tratou de tudo, sei lá como e nos deu o dinheiro para irmos buscar outro router... mas... acontecia que o produto estava 10 euros mais caro.
Então... na caixa tivemos que esperar mais uma eternidade até alguém mudar no sistema o tal preço. Mas a rapariga que estava na caixa, e a quem deu tempo de contar a história toda, só dizia que eu tinha feito muito bem em ter escrito uma reclamação, pois geralmente ninguém o faz!
Sei que com isto tudo demorei quase 3 horas. E que a minha vontade de comprar coisas na Worten actualmente é inexistênte. É que tal como eu, haviam ali muitas outras pessoas com problemas semelhantes.

3 comentários:

Girstie disse...

Bem não tens muita sorte com estas coisas de devoluções ou tratar de algo. Há sempre uma fila demasiado enorme e lá vais escrever no livrinho vermelho. E acho muito bem! Estas grandes empresas têm a mania que podem mais que os outros quando na realidade não.
E pelos vistos, falta de organização é algo que existe e muito!

elsa disse...

Muito tu gostas do livrinho :D
Fizeste muito bem :)

Zaka disse...

Elsa, eu não gosto é que me façam descaradamente de parva! ;)