25 dezembro, 2007

O Natal

Para mim o natal sempre foi uma época de grandes altos... e ainda maiores baixos!
Ora bem... o meu pai é embarcado na marinha mercante... e para melhorar ainda mais o panorama, faz anos a 24 de Dezembro.
O que faz com que nos anos em que ele estava em casa nesta época, eram sempre grandes festas com a nossa reduzidíssima família; nos anos em que ele estava embarcado, era sempre uma época de depressão da minha mãe, por não passar o natal nem o aniversário do marido com ele, logo não havia ceia, não se trocavam prendas, enfim... o natal era adiado ou antecipado consoante a presença do meu pai!
Conforme fui crescendo, comecei a dizer à minha mãe que preferia que ela fosse passar o natal com o meu pai (em viagem no navio) do que tê-la em casa numa grande choradeira depressiva. Quando conheci o meu gajo ela assim o fez. O que me levou a passar o natal com ele e a sua grande família ao fim de 4 meses de namoro!
Hoje o natal foi pacato! Apenas com a minha avó de 86 anos e a minha sogra que ficou viuva este ano e não estava com vontade para grandes festejos!
Sinto-me uma orfã de pais! Mas felizmente sei que estão bem um com o outro, de momento a navegar em direcção aos Açores!
Não ligo puto às prendas! Adorei, claro, que os meus pais me tivessem oferecido um lcd em Novembro... mais pela surpresa e pelo facto de me terem feito poupar uns 600 euros, do que por ser natal! Hoje recebi uns envelopezitos com guito, e apesar de me fazerem muito jeito, nem sequer tive grande curiosidade em ver quanto é... o facto é que ainda nem os abri!
Mas sinceramente prefiro esta pacatez, visto que agora estou apenas com a minha avó em casa, ela a ver a missa do galo da rtp2 e a criticar o acto religioso, pois o meu gajo foi com a mãe à missa do galo, do que estar no meio de pessoas que não me dizem muito e que são ruídosas por natureza... para isso já me basta o almoço de amanhã, em casa da família do meu gajo, e ao qual, não me consigo safar!

Por isso... mensagens de bom natal a mim não me dizem nada! O que é o natal? É o nascimento de um tipo em quem não acredito? Ou será aquela altura em que todos têm que comprar prendas para agradar aos comerciantes? Ou será ainda a altura em que todos mandam sms a toda a gente que têm nos seus telemóveis apesar de serem pessoas que não lhes dizem nada? Enfim... é uma época em que a hipocrisía é tanta que até me faz abismar com a lata das pessoas.

Por isso... até amanhã, sem votos... do que quer que seja!

5 comentários:

jojo disse...

Como sabes, cá em casa ninguem vai a missas por isso o nascimento do JC nem é lembrado.
para mim o Natal são dois dias passados em família com boa comida e melhores sobremesas. Mas é comida especial, comida que não se vai estar a cozinhar de propósito noutra altura.
Ninguem faz sonhos e filhós em agosto...
Também gosto do natal porque me divirto imenso às compras e a embrulhar as prendas. Quando te mandar a tua até te passas!
Como foi o primeiro natal em casa dos meus pais (normalmente é nos meus tios) fui à loja dos chineses comprar uma árvores de natal, fitas e bolas e ficou a sala de jantar muito natalícia.
Também comprei luzinhas para a árvore e para pôr em cima da lareira.
Um mimo!
:D

Girstie disse...

O meu Natal foi também passado calmamente no regaço do lar com os de cá de casa. Nada de confusões, de sair de casa. Ficar no aconchego que sabe bastante bem. E Parabens ao teu pai :) Feliz Natal

cereja disse...

O meu Natal foi giro,o meu tio e o meu cão peidaram-se a noite inteira sem dó nem piedade. Benditas couves! :s
Felizmente conseguimos jantar com alguma paz e sossego. :D
(Podia ser um Natal de merda mas não foi...^^)

Sê feliz com ou sem meninos Jesus e Pais Natais.

Hades disse...

Ok acho q ja fiz algo q n devia ter feito... Mandar-te 1 sms de natal.

O meu Natal (25 de Dezembro) foi engraçado, com o "meu" pequeno eheheheh

MoonWolf disse...

É engraçado como o Natal pode ser visto de tantas maneiras...

Compreendo o q sentes em relação ao nata, e o q de mau ele sempre, ou quase, te trouxe...

Eu adorava o Natal... Adorava olhar para a árvore de Natal, para as prendas todas em volta do pinheiro, q eu ia comprar com o meu pai, isso antes de termos plantado um num vaso e q tinhamos todos os anos na sala... Isso até ser complicado de o fazer passar nas portas.. Adorava q chegasse a meia noite para poder rasgar os papéis de embrulho e ver o q me tinha calhado... e brincar... ia para a cama cheio de vontade q chegasse a manhã para poder ir brincar... com os presentes e com os meus amigos... de preferência na praceta... q era o nosso mundo...

O tempo passou.. Eu passei a ser o pai natal lá de casa, com um fato vermelho e uma barbas de algodão..

Passámos a ir à missa do galo, q até era engraçada, pois juntava-se um grupo grande e giro e era uma galhofa o tempo todo..

Depois as coisas mudam.. começam a ser as consoadas em casa dos sogros e o almoço de natal em casa dos pais, mas isso até é fixe...

Mas, cada vez mais o natal é para as crianças... O consumismo faz-me confusão.. as bichas, os engarrafamentos, o ter q comprar por comprar... E as pessoas vão desaperecendo, e isso torna o meu natal um dia triste, pois sinto muito a falta dessas pessoas q sempre estiveram ao meu lado...

Quem sabe se um dia o Natal ainda voltará a ser um dia feliz?

Beijocas e desculpa o testamento