07 março, 2008

A noção de timing


Que os homens e as mulheres são bichos totalmente diferentes, isso já todos sabemos. Mas às vezes essas diferenças são tão gritantes que até aflige!
Ora... uma das que noto que é mais caricata ao nível do relacionamento entre sexos é o timing.

Dois exemplos:

Uma amiga minha vivia junta há anos. Engravidou. Foi ter o bebé. O homem achava que a partir do momento em que o bebé saía, ela voltava a ter a figura esbelta. Como isso não aconteceu, quando ela voltou para casa, com o bebé, ele já lhe tinha metido as trouxas no quarto da criança... pois ela estava repelente para ele! A minha amiga foi-se embora e 1 ano depois, o tipo aparece-lhe à frente de ramo de flores numa mão e anel na outra, em pleno trabalho dela, para se ajoelhar e pedir-lhe em casamento. Claro que voou anel e ramo de flores na sua direcção!


Uma amiga minha era casada há anos. Meteu-se a fazer o mestrado e com o stress profissional mais o stress académico, começou a andar mais irritadiça e as discussões em casa começaram a aumentar. Ela estava consciente da sua irritabilidade e então falou com o marido, pediu desculpas e ele disse que estava tudo bem, que compreendia que fosse uma fase. Nas férias, apanhou-o a desabafar com o melhor amigo dele que estáva farto dela! Ela confrontou-o e ele disse-lhe que queria o divórcio. Ela ficou em estado de choque, mas ele lá saíu de casa. 6 meses se passaram... ela já se habituou à ideia e está pronta para assinar os papeis e começar uma vida nova. Ele agora acha que se precipitou e que se calhar já se juntavam novamente!


Sinceramente... os homens não percebem que as mulheres têm um tempo em que ainda podem reconsiderar, mas que passados meses já nos habituámos às novas realidades e já não queremos voltar para trás?

E se fossem situações em que fosse ao contrário, será que os homens gostariam de passar por isso?

14 comentários:

Girstie disse...

Ai ai homens. Estão mal habituados, não têm anoção da coisa, são egoístas e centrados nos mundinhos deles. E dps quando acordam, too late!

bruno disse...

essa é uma versão da história...
existe a outra, que desocnhecemos.

e acontece o mesmo do outro lado, não?

Maria Manuela (M&M) disse...

Brilhante post Zaka...
Está tudo dito aqui...

beijos

Draven disse...

Quem diz que os homens não passam por isso?

PsiPages disse...

Muito bem escrito :)

vacamalhada disse...

A grande maioria dos homens, se fosse ao contrário, achava fantástico, porque os seus egos inseguros misturados com as suas pilas hiperactivas, estão sempre prontos para alguém que os deseje, se esse alguém for fisicamente desejável... Por isso para eles "tarde de mais" é uma expressão que só faz sentido se for de manhã e estiverem muuuuiiito atrasados para o trabalho! ;)

Atever disse...

Mas isso são casos, pá. Quantas mulheres, das que comentaram o post, é que não estão casadas ou com uma relação estável e duradoura?
Mas eu vou repetir uma coisa que já disse hoje noutro blog: a culpa de muitos homens serem assim é das mulheres. A começar pelas mães, que acham que o rapaz deve permanecer dependente da cama, mesa e roupa lavada que o casamento lhes proporciona, e a acabar nas esposas/namoradas que os habituam mal.
Depois, pela vida fora, um gajo quer é bem bom. Pudera, até a minha cadela, se eu deixasse, passava a vida no sofá com uma bejeca à frente. eheheh
Olha que havia de ser a minha "Maria" que aturava certos "maduros"… um santinho sou eu e passo a vida com os olhos negros, da porrada que ela me dá.
Se quero comer, tenho de o fazer e nem vos passa pela cabeça a desgraça em que tenho as mãos, de tanto lavar a loiça.
Ainda no ano passado eu queria comprar máquina de lavar loiça e ela não quis. Mas a roupa, como é ela que a lava, já anda há que tempos a cantar a canção do bandido que a máquina está velha, não dá para lavar cobertores ou edredons, e o caraças.
O que um gajo sofre nas mãos das gajas, ninguém sonha. Eheheh
Beijinhos e bom fim-de-semana à cambada de gajas que já passou e ainda vai passar por aqui. Pois não, para martelar a cabeça dos coitados estão sempre prontas :D

tavguinu disse...

Olá,

a administração da horta em assembleia geral resolveu alterar os links que o pessoal lê e comenta, por isso este blog foi adicionado à lista do comia-te !

se não queres que o teu blog aparece lá na horta mostra a tua indignidade na horta, ou se por acaso fores a dar para o tímido/a manda um mail para a malta que rapidamente desapareces da horta !

não será por isso que te deixamos de ler e comentar !

um grande bem haja !

http://comia-te.blogspot.com/

pedroecristina disse...

Magnifico! Tudo dito - para nós acaba, acaba - não há um regresso ao passado! Adorei - continua no bom caminho! Jocas

PsYcHo_MiNd disse...

Mas nem tudo passa por ser assim tão linear como descreves-te! Há casos e casos, há homens e mulheres diferentes, no primeiro caso que descreves se foi mesmo assim é grotesco um gajo fazer isso à parceira, mas também no segundo caso é possível que se chegue a um ponto de saturação numa relação, mas claro que o homem tem sempre os actos mais irreflectidos e pensa sempre a quente.

SílviA disse...

Por mais que queiramos é dificil arranjar o timing perfeito.

bj

Minerva McGonagall disse...

Esses homens enervam. Mas a verdade é que também há mulheres que fazem o mesmo.

Nostálgica disse...

Pensam primeiro neles e só depois na nossa reacção. Por isso é que ás vezes se arrependem..

bjnho.

Cor disse...

Por isso digo...tudo tem o seu tempo, as pessoas deixam passar, e depois dá nisto..

um beijo, cor