12 fevereiro, 2008

À roda com escolas primárias!

O gajo lá me pediu para ver se o ajudo a pensar numas reformulações de escolas primárias, pré-fabricadas, dos anos 70, onde a maioria do pessoal estudou!
Ora... que semelhanças existirão entre a época em que nós andámos na primária (eu, no saudoso período de 86-90) com os putos de hoje, que mal nascem parece que já vêm com um comando da PS3 na mão?
Pois... mas o que é certo é que se continuam a encontrar livros da Enid Blyton, todos amarelos e bafientos para os putos lerem e os benditos colchões verdes esburacados e os espaldares nas paredes para as aulas de educação física.
Sinceramente a vontade era de passar com um buldozer por cima, mas não há verba, por isso temos que remendar, tentar encontrar umas soluções assim sabe-se lá vindas de que arco e prontos.
Esperemos que o resultado final seja ligeiramente melhor do que o actual, pelo menos em termos funcionais, visto que o estético continua a ser considerado pouco ou nada importante.
Fotografia de Vitor Rodrigues

16 comentários:

Girstie disse...

Há-de ser certamente. Mas acredito que vá ter muito trabalhinho! As escolas não são renovadas há anos, às vezes era preciso um bocadinho mais de modernização em vez do cinzento.

Maria Manuela (M&M) disse...

Olha eu sei bem a miséria de que falas. Tenho uma amiga que é directora de uma escola primária (pública) aqui do burgo e entre todos (subentenda-se, grupo de amigos dela) temos feito mais por aquela escola do que os pais que lá têm as crianças... Eu já perdi a conta às coisas que já comprei para oferecer àquela escola...

Se as coisas chegam a esse estado é porque o Estado não investe mas os pais e a comunidade também não se mobilizam.
beijos

venenoso disse...

Reformular escolas para quê? O ensino está em vias de extinção, pá.
Só se for pa fazer casas de alterne. Aí acho que valia a pena. A primeira funcionária podia ser a ministra, porque com a falência do ensino ela também ficava disponível para alternar. Num dia levava na con*, no outro levava na peida e pelo meio podia fazer uma mamadas.

SílviA disse...

E depois não deixam que os pais escolham no minimo o lugar onde as crianças passam os prologamentos, são obrigados a continuar na escola sem condiçoes. Enfim...

Sim, até dá nostalgia olhar pas escolinhas :) a funcionalidade é mesmo o essencial, mesmo.

Bj

Noivo disse...

mas não são esses os melhores desafios? os difíceis?

venenoso disse...

silvía esta merda de ensinar muitas coisas aos putos pode ser prejudicial. Ponham mas é a cambada a trabalhar quando acabarem a 4ª classe (ou o 4º ano, que é mais fino) em vez de se habituarem a literatura e a merdas. Ler só serve pa estragar a vista (loool)

Zaka disse...

Ó noivo, os desafio complicados são os mais interessantes, mas eu ainda não consigo fazer omoletes sem partir ovos, nem enfiar o Rossio na Rua da Petesga! :P

PsYcHo_MiNd disse...

Ao menos que os putos consigo prosseguir os seus estudos sem percalços, um bom ambiente é meio caminho para uma boa aprendizagem, a estética terá que ficar para 2º plano, mas também os vejo cada vez menos interessados em estudar ou aprender o que quer que seja!

cereja disse...

Acho que a estética também é uma mais valia na própria educação,não é preciso gastar rios de dinheiro nisso mas deve acabar-se com a frieza do que já existe.
As crianças num ambiente tão deplorável como o que existe em certas escolas até perdem o (pouco) gosto de lá estar.

Falando nisto...que saudades da escola primária. :\

Atever disse...

Zaka, estético era cada turma ter um máximo de 15 alunos. Agora se ninguém se preocupa com isso, imagina a vaca da ministra a preocupar-se com estética.
Se a estética a preocupasse já ela tinha trocado a puta da cabeça por uma cabeça de porco preto de Barrancos. Garanto que lhe assentava melhor eheheh.

Crestfallen disse...

Eu até gosto do aspecto de hospital psiquiátrico dessas escolas, acho que motiva os alunos a sairem de lá o mais rápido possível. Se fossem bonitas, uma gajo ainda passava a efectivo.

Acho que o importante é o conteúdo! Os responsáveis deveriam concentrar-se em equipar as escolas e não em alterar a sua arquitectura.

De que vale ter uma escola, bonita sem equipamento?

Guh disse...

que saudadinhas... :(

MoonWolf disse...

Realmente, o tema das escolas tem pano para mangas... O ensino pré-escolar e 1º ciclo, é assegurado pelas câmaras municipais, em complemento com o ministério da educação...
Os equipamentos são da responsabilidade das CM's... Agora, em relação aos conteúdos, isso é obra do Ministérios e das sras e srs q por lá polulam...

Sei q muitas CM's estão a investir em estabelecimentos novos, completamente diferentes dos antigos, apetrechados e muito mais adequados às suas funções e aos novos tempos... Mas não se podem construir escolas novas, em todo o lado, de um momento para o outro...
Por isso, as escolas existentes têm q ser reconvertidas e melhoradas, tentando fazer o possível e o impossível em alguns casos...

Mas esses são desafios aliciantes... Mas, quanto te dizem, não há bago, aí as coisas ficam muito piores...

Sei do q estou a falar... e, podem estar certos, faremos o melhor para q os nossas crianças tenham um excelente ambiente para que possam aprender tudo e tudo...

Beijos....

Francis disse...

86-90 ?

cum camandro, já tinha feito a tropa e tudo...

Zaka disse...

Francis... mas que parte do facto de eu ter escrito no meu perfil que ando na casa dos vintes, é que tu ainda não tinhas percebido?! Ó moço, eu tenho 27 anos! :D

jojo disse...

os colchoes da minha escola cheiravam muito a chole'!
pronto, lembrei-me de partilhar isto contigo...:D